quinta-feira, 15 de abril de 2010

ENQUANTO ISSO NAS OBRAS DE ARTE DA CIDADE...

Alguns vereadores de João Pessoa são muito preocupados com o bem-estar , os bons costumes e a moral da cidade. Nada de se preocupar com pobreza, com falta de infra-estrutura ou cidadania. Nada disso é maior do que os valores cristãos da população lascada da cidade.

Um vereador de alta erudição, acostumado com debates sobre arte juntou-se com uma vereadora que recebe mensagens diretamente de Jeová, Jesus, Javé, Shalom e Adonai, para abolir as estátuas, os jardins, as placas, as ruas, os muros, as falas, os quadros, as músicas.

Eu vou contribuir para esta luta fundamentalista que tem o apoio dos aiatolás do Irã, dos talebans do Afeganistão e da Liga dos Supercrentes na Salvação Divina da Ordem Moral.

Lei 121/2010

Art. 1º. De hoje em diante para se fazer arte ou expor obras de arte na cidade serão terminantemente proibidos:

1) Figuras ou imagens de joelhos, pois a população pode pensar que se trata da posição de boquete;

2) Imagens com pênis, pintos e outros falos com mais de 10 cm;

3) Se a imagem for de uma mulher, a xoxota deve ser coberta com uma folhinha de uva;

4) Imagens pretas que lembrem os caboclos do xangô;

5) Imagens de olhos esbugalhados, pois lembram os olhos do satanás;

6) Cabeças com chifres, nem pensar, mesmo que se trate de uma obra que represente os cornos;

7) Imagens, esculturas, quadros e pinturas de mulheres sozinhas, pois retratam uma atitude de mulher suspeita, uma vez que mulher séria nunca anda sozinha;

8) Figuras que insinuem a mão naquilo e aquilo na mão; na mão só o livro sagrado;

9) Obras com indivíduos de quatro, de ladinho, na posição de frango assado ou quaisquer formas de arreganhamento;

10) Figuras que mostrem bunda, peitos, língua, boca, cangote, pés, orelhas, ou seja, qualquer tipo de órgão que inspire tesão na população.

Art. 2º. Artistas plásticos, músicos, poetas, cantadores, escultores e atores em geral (essa gentalha herege que lida com arte) devem obedecer aos seguintes procedimentos:

1) Evitar expressões que digam respeito a órgãos sexuais como pimba, xibiu, fiofó, ruela, pinguelo, pentelho, birro etc;

2) Parar de expressar quaisquer formas de atitudes românticas com o intuito de evitar a sacanagem que advém depois do primeiro beijo de língua, do primeiro amasso, da primeira encostada;

3) Parar com essa porra de falar palavrões neste caralho de arte pop.

Art. 3º. Em nome de Jesus, a população deve seguir as seguintes medidas em nome da moral e dos bons costumes:

1) Só podem frequentar motéis os casados civilmente, de aliança no dedo;

2) Os motéis devem instalar câmeras nos quartos ligadas as entidades de proteção da moral, com o fim de verificar se o sexo está sendo feito segundo os preceitos da ordem: papai-com-mamãe, sem sussurros e nem gritos, debaixo das cobertas, sem uso de unhas, dentes e objetos pérfuro-cortantes;

3) Aqueles indivíduos que tiverem amantes devem providenciar a portabilidade;

4) Deve-se incentivar a troca da camisinha pelo cinto de castidade para segurar a perereca;

5) Deter qualquer tipo de sacanagem que envolvam luta de espadas, briga de aranhas e o famoso cinco contra um.

Assinam esta petição, além dos vereadores em nome do Senhor, as seguintes entidades:

- Associação das mulheres fascistas ortodoxas fundamentalistas;

- Liga das senhoras mal amadas, mal comidas e mal pagas;

- Conselhos das prostitutas arrependidas do Apocalipse;

- Associação dos punheteiros anônimos;

- Comissão nazi-fascista dos casais de Sodoma e Gomorra;

- Liga inquisitorial para o McDonald e a família feliz;

- Grupo sadomasoquista vouyerista fist fucking mijador pela ordem moral.


6 comentários:

Tamara disse...

Adorei suas considerações Adriano, expressam o que muitos sentem. Temos que defender a arte e o florecer da diversidade cultural que aos poucos brota em nossa capital. Temos que aniquilar o fundamentalismo discriminatório e alienador que insiste em deixar adormecido nossa sensibilidade e consciência crítica.
beijão
Tamara Bastos

Saulo Oliveira disse...

Proponho uma marcha. Uma marcha onde todos estejam pelados, claro.

JÔ Domingos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
JÔ Domingos disse...

Meu bom, sua lei será aprovada rapidinho; com a câmara de vereador que a cidade tem que permite a celebração de culto evangélico dentro da mesma, logo, logo irá determinar que todo e qualquer "desviante" dessa moral demente(gays, lésbicas, bissexuais, divorciados, mães solteiras, ateus...) seja terminantemente proibido de circular livremente pela cidade.

Edson Vasconcelos disse...

Não dá mais ideia, Adriano... rsss

Rosinha disse...

Perfeito Adriano, como sempre você consegue se superar!kkkkkkk, mas que oportuno!
A arte é a expressão livre do immaginário e do inconsciente, do que há de melhor em nós, justamente porque ,nem o nosso chato superego consegue barrar...Não será uma porção de pessoas mal resolvidas consigo mesmas e com o mundo , falando em nome de um Deus que só existe nas suas cabeças mesquinhas e tacanhas, de modo a resolver seus dilemas pessoais com discursos rançosos e arcaícos. Urg, eca! Bjs. Rosinha .